jusbrasil.com.br
25 de Abril de 2017

Ler e escrever na web é diferente? (Parte II)

Explore todas as possibilidades para melhorar o entendimento do conteúdo que você cria.

Tiago Albuquerque, Administrador
Publicado por Tiago Albuquerque
há 2 anos

Leia: Ler e escrever na web é diferente? (Parte I)


Agora que conhecemos o comportamento dos nossos leitores e como a informação é buscada na internet, vamos seguir para o próximo passo.

Ser encontrado é apenas o primeiro passo na jornada diária em busca de se conectar com nossa audiência. Você conseguiu a atenção que queria, e agora?

Na Era do déficit de atenção, causado pela constante excesso de informação a que somos exposto, precisamos explorar todas as possibilidades para melhorar a absorção do conteúdo que criamos.

Já sabemos que o leitor faz uma leitura “SCAN em F”, mas qual o tamanho do texto ideal? Posso escrever em CAIXA ALTA? Qual o impacto das imagens nas publicações?

Todas essas perguntas serão respondidas por Rafael Costa, fundador do JusBrasil, no video abaixo:

//player.vimeo.com/video/114781019

Tiago Albuquerque, Administrador
Editor de Produtos Jurídicos Digitais
Sonhos que sonhamos juntos são o começo de uma nova realidade...
Disponível em: http://tiagoalbuquerque.jusbrasil.com.br/artigos/158557369/ler-e-escrever-na-web-e-diferente-parte-ii

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

.
As pesquisas jurisprudenciais éque melhoraram muito, nisso não há termos de comparação, sou do tempo dos livros e da máquina de escrever, ganhei a minha primeira aos nove anos, quando os computadors chegaram ao Brasil eu já tinha um, logo veio a internet que é uma ferramenta de trabalho, diversão e muito mais.

É diferente, mas a sensaçãode proximidade com os amigos queridos é muito grande. Imagine vc eu tenho encontrado amigos da primeira infância até colegas de faculdade, clientes para quem posso mandar recados, etc.
Não é, de maneira alguma, uma coisa impessoal

Agora, por exemplo, estou pesquisando jurisprudência sem precisar ir no índice de um livro, de livro em livro, até encontrar alguma coisa. Meu pai, que era advogado, tinha uma enorme biblioteca que eu arrumava todos dias, por assunto, desde os oito anos, agora a biblioteca está aki dentro e eu não preciso repor os livros nas prateleiras, só salvar o que me interessa. continuar lendo